Segunda, 20 de Setembro de 2021
16°

Pancada de chuva

Bento Gonçalves - RS

Brasil Apreensão

Após nova crise de soluços, presidente Bolsonaro é internado em hospital de Brasília

De acordo com o Palácio do Planalto, presidente foi ao hospital por uma orientação de sua equipe médica, onde será submetido a uma bateria de exames para investigar a causa dos soluços.

14/07/2021 às 08h57
Por: Redação Fonte: Divulgação
Compartilhe:
Após nova crise de soluços, presidente Bolsonaro é internado em hospital de Brasília

Uma nova crise de soluços voltou a incomodar o presidente Jair Bolsonaro. Desta vez, ele teve que ser internado na madrugada desta quarta-feira (14) no Hospital das Forças Armadas (HFA). De acordo com o Palácio do Planalto, ele foi ao hospital por uma orientação de sua equipe médica, onde será submetido a uma bateria de exames para investigar a causa dos soluços.

Segundo a assessoria, o presidente está animado e passa bem. Ele deverá ficar sob observação entre 24 e 48 horas. Nesta quarta-feira, Bolsonaro teria um encontro com os presidentes dos Três Poderes, conforme divulgado pelo Supremo Tribunal Federal (STF), mas a agenda foi cancelada. "Foi cancelada a reunião entre os presidentes dos Poderes Judiciário, Executivo e Legislativo que aconteceria nesta quarta-feira (14). O encontro será oportunamente reagendado", diz comunicado do STF. 

A reunião do Comitê de Coordenação Nacional para Enfrentamento da Pandemia da Covid-19, que seria  as 8h também foi cancelada. 

Bolsonaro vem se queixando do problema há mais de 10 dias. Na sexta-feira, 9, em Bento Gonçalves, o presidente deixou um jantar na Vinícola Miolo cerca de 1h30 após ter chegado, devido ao mal-estar que os soluços estavam lhe causando. Apesar de algumas autoridades do município tentarem desmentir o fato, o presidente foi atendido por um médico do Samu e pelo médico que acompanha a comitiva do presidente, sendo aconselhado a ir repousar no Hotel de Trânsito do 6º BCOM.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários