Quarta, 28 de Julho de 2021
54 98128.5277
Viagens De volta à estrada

"Crônicas na Bagagem" retoma sua jornada, agora pelos estados brasileiros

Projeto dos jornalistas bento-gonçalvenses João Paulo Mileski e Carina Furlanetto, que já havia percorrido 50 mil quilômetros, virou livro e, após um ano de pausa pela pandemia, entra agora em sua "segunda temporada"

04/05/2021 13h29 Atualizada há 3 meses
962
Por: Jorge Bronzato Jr.
(Fotos: Crônicas na Bagagem/Instagram)
(Fotos: Crônicas na Bagagem/Instagram)

A expedição de 421 dias pela América do Sul e por alguns estados brasileiros, que teve largada em 18 de fevereiro de 2019 e contabilizou 50 mil quilômetros percorridos a bordo de um Renault Sandero 1.0, foi apenas a primeira temporada do projeto "Crônicas na Bagagem", idealizado pelo casal de jornalistas de Bento Gonçalves Carina Furlanetto e João Paulo Mileski.

A missão original, que era também explorar as 27 unidades da federação, precisou ser suspensa no ano passado pela pandemia de Covid-19, mas essa pausa não marcou o fim da "jornada de autoconhecimento" a que eles se propuseram: nesta segunda-feira, dia 3, pouco mais de um ano após o retorno à Capital do Vinho (em 13 de abril de 2020), a dupla voltou à estrada com seu companheiro "Sanderão" – adaptado pelos dois com ajuda de amigos e completamente revisado pela marca, que ouviu os apelos de muitos seguidores para apoiar a empreitada.

O intervalo forçado foi tempo suficiente para o lançamento de três e-books com dicas de viagem e de um livro narrando a trajetória por Uruguai, Argentina, Chile, Bolívia, Peru, Equador, Colômbia, Venezuela e uma breve passagem pela Guiana; no território nacional, além do Rio Grande do Sul, visitaram Roraima, Amazonas, Pará, Amapá e Maranhão. Além de belíssimas imagens, a bagagem, como o próprio nome diz, também foi sendo recheada por crônicas que conquistaram um grande público nas redes sociais. Só no Instagram, por exemplo, já são 137 mil inscritos.

Sanderão adaptado
Para esta nova fase, o veículo passou por uma preparação especial. Como, a exemplo da etapa anterior, a expectativa é de encarar muitas noites no interior do automóvel, agora a cama não será mais improvisada nos próprios bancos. Com a remoção dos assentos traseiros, eles instalaram um baú para guardar mantimentos e, sobre esse novo armário, um colchão será colocado no momento de dormir.

Isso facilitará, inclusive, que Carina e João priorizem, neste primeiro momento, um maior contato com a natureza, já que a presença do coronavírus ainda é uma realidade a ser considerada. "A gente começou aqui em Rolante e, daqui, devemos ir para São Francisco de Paula, depois para a região dos cânions e, daí, para Santa Catarina, também na região de serra. Queremos passar o inverno no sul do país, nessas regiões mais frias. E o roteiro a gente vai definindo conforme tem ou não tem gente, queremos ao máximo evitar aglomeração, porque temos essa autonomia. A ideia é ficar em lugares como esse parque em estamos aqui em Rolante, onde não tem ninguém, pelo menos até sair a vacina", afirma Mileski. "A ideia da adaptação do carro é justamente essa, a gente consegue se isolar. Na outra viagem, a gente dependia muitas vezes de uma estrutura, de ficar na casa de alguém. E, agora, por enquanto, a gente está recusando todos os convites", complementa Carina.

Projeto de vida
Não é incomum que, em meio aos comentários das postagens que eles fazem ou nas entrevistas que concedem por onde passam, haja questionamentos sobre como o casal financia esse sonho. Para poder dar partida no Sanderão em 2019, foi necessária quase uma década de economias e de ideias, antes que ambos pudessem, de fato, girar a chave e rodar os primeiros quilômetros. A partir daí, a reserva financeira dos companheiros foi destinada a este projeto de vida, que agora também conta com uma lojinha com vários itens e a venda do livro.

O planejamento inicial era de permanecer pelo menos dois anos em movimento, mas foi paralisado em 14 meses. Agora, novamente, Carina e João optaram por não carregar muitas certezas, sobretudo para poder desfrutar das surpresas do caminho. "Estamos entusiasmados para conhecer o Sertão, o Pantanal, o Cerrado, as Chapadas, explorar o que faltou da Amazônia, as praias mais bonitas (de mar e de rio) e toda a diversidade cultural que cada uma das 27 unidades da federação de um país continental como o nosso tem a oferecer. Mas mais animados ainda estamos para prosseguir a jornada mais importante de todas: continuar conhecendo a nós mesmos, as sensações que ainda podemos provar e até onde, à nossa maneira, somos capazes de chegar", escreveram, poucos dias antes de cruzar a Pipa Pórtico e deixar Bento para trás em mais uma saída.

Reservamos aqui vários registros dos primeiros 14 meses, mas vale a pena visitar o Instagram do "Crônicas na Bagagem" e apreciar o apanhado de fotos e textos desta aventura!

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Bento Gonçalves - RS
Atualizado às 19h59 - Fonte: Climatempo
Neve

Mín. -2° Máx. 10°

° Sensação
16.7 km/h Vento
67.8% Umidade do ar
40% (1mm) Chance de chuva
Amanhã (29/07)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. -2° Máx. 10°

Neve
Sexta (30/07)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. -2° Máx. 14°

Geada
Anúncio