15°C 17°C
Bento Gonçalves, RS
Publicidade

Governador participa da Abertura da Colheia do Arroz em Capão do Leão

O governador Eduardo Leite participou, nesta quinta-feira (22/2), da abertura oficial da Colheita do Arroz, em Capão do Leão. A celebração ocorreu ...

22/02/2024 às 22h45
Por: Marcelo Dargelio Fonte: Secom RS
Compartilhe:
Solenidade contou com atos simbólicos e marcou início de programação que segue na sexta (23) -Foto: Gustavo Mansur/Secom
Solenidade contou com atos simbólicos e marcou início de programação que segue na sexta (23) -Foto: Gustavo Mansur/Secom

O governador Eduardo Leite participou, nesta quinta-feira (22/2), da abertura oficial da Colheita do Arroz, em Capão do Leão. A celebração ocorreu na sede da Estação Terras Baixas da Embrapa Clima Temperado.

A cerimônia de abertura integra uma programação que vai até sexta-feira (23/2) e conta com mais de 150 expositores e 50 vitrines tecnológicas. O governador e o secretário da Agricultura, Pecuária, Produção Sustentável e Irrigação, Giovani Feltes, acompanhados de outras autoridades, participaram de momentos simbólicos – como a passagem da colheitadeira e o ato de descarga dos grãos no silo.

Leite disse que a cerimônia celebra não só a abertura da colheita, mas a superação das dificuldades impostas pelo clima nos últimos anos. “Estamos celebrando também a expectativa de uma grande safra para o Rio Grande do Sul em 2024, algo muito importante, já que nossa nossa economia é vinculada a esses resultados”, destacou.

O Rio Grande do Sul é líder nacional no ranking de produção de arroz, respondendo por cerca de 68% do que é produzido no Brasil e exportando para mais de 65 países. Foram 900.203 hectares de área semeada com arroz na safra 2023/2024 – o que significou um aumento de 7,17% em relação ao período anterior. Para esta safra, a estimativa é de 7,3 milhões de toneladas produzidas.

"Estamos celebrando também a expectativa de uma grande safra para o Rio Grande do Sul em 2024", disse o governador -Foto: Gustavo Mansur/Secom

Leite ressaltou que o governo vai seguir trabalhando para apoiar os produtores e frisou a importância da pesquisa no setor. Mais de 65% das cultivares utilizadas pelos produtores de arroz do Rio Grande do Sul são obtidas a partir do trabalho do Instituto Riograndense do Arroz (Irga), que deverá ser fortalecido.

“Vamos atuar para dar ainda mais espaço e condições, para quem empreende no campo, com tecnologia e pesquisa. Desde que equilibramos as contas, estamos trabalhando em uma reestruturação do Irga, a qual esperamos apresentar em breve. Reconhecemos a importância do instituto e a necessidade de sua valorização”, disse.

Feltes enfatizou a qualidade da produção de arroz no Estado. “O setor orizícola representou, na última safra, a consolidação de todos os esforços. Isso certamente se repetirá agora, com um custo de produção menor, uma grande produtividade e a colheita de um produto de excelência”, afirmou.

A Abertura da Colheita do Arroz é um evento realizado pela Federação das Associações de Arrozeiros do Rio Grande do Sul (Federarroz), com correalização da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) e do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar/RS). O patrocínio é do Irga e do Ministério da Agricultura e Pecuária (Mapa).

Texto: Thamíris Mondin/Secom
Edição: Felipe Borges/Secom

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Bento Gonçalves, RS
19°
Tempo nublado

Mín. 15° Máx. 17°

19° Sensação
2.68km/h Vento
95% Umidade
100% (27.37mm) Chance de chuva
06h42 Nascer do sol
06h10 Pôr do sol
Sáb 24° 17°
Dom 22° 17°
Seg 22° 18°
Ter 19° 16°
Qua 22° 11°
Atualizado às 16h02
Publicidade
Publicidade
Economia
Dólar
R$ 5,12 +0,53%
Euro
R$ 5,46 +0,00%
Peso Argentino
R$ 0,01 +0,10%
Bitcoin
R$ 363,123,22 -4,75%
Ibovespa
125,946,09 pts -1.14%
Publicidade