Segunda, 15 de Agosto de 2022
15°

Pancada de chuva

Bento Gonçalves - RS

Rio Grande do Sul Susto

Idosa de 78 anos "ressuscita" após ser dada como morta por médica

Fato aconteceu em um posto de saúde na cidade de Cidreira. Idosa está internada em Porto Alegre.

07/01/2022 às 20h12 Atualizada em 09/01/2022 às 21h21
Por: Marcelo Dargelio
Compartilhe:
Dona Clotilde acordou do coma nesta sexta-feira e reconheceu familiares - Foto: Bianca Schneider/Divulgação
Dona Clotilde acordou do coma nesta sexta-feira e reconheceu familiares - Foto: Bianca Schneider/Divulgação

Dona Clotilde Rieck, de 78 anos, moradora da cidade de Cidreira, foi dada como morta e ressuscitou. É isso mesmo. O caso aconteceu em um posto de saúde do município, onde a idosa foi dada como morta por uma médica. Felizmente, ela conseguiu se mexer quando os funcionários da funerária já iam carregar o seu corpo. Agora, ela está internada em um hospital em Porto Alegre.

Familiares da idosa denunciam que a médica do posto de saúde 24 horas de Cidreira que atestou óbito de idosa. Clotilde Rieck, 78 anos, passou mal e estava no posto, quando sua morte foi constada pela profissional do posto de saúde. Alguns minutos após o atestado de óbito da paciente, funcionários de uma funerária da cidade vieram para recolher o corpo.

Ao entrarem no leito do posto de saúde para recolher o corpo, os agentes funerários tomaram um grande susto. Ao pegarem no corpo da idosa, ela abriu os olhos e levantou um dos braços. Clotilde estava sinalizando que não tinha morrido. Ela foi estabilizada e levada de ambulância para o Hospital da Santa Casa, em Porto Alegre. 

Na casa de saúde da capital, Clotilde ficou durante uma semana em coma. Ela voltou a acordar na quinta-feira, 6 de janeiro, reconheceu os familiares e perguntou o que estava fazendo no hospital. Segundo o boletim médico a idosa agora está bem de saúde e não corre risco de morte. 

Em busca de explicações

No posto de saúde, Clotilde foi atendida por uma equipe de três médicos, entre eles, a clínica-geral  Anne Leticia de Oliveira Ferreira. A profissional assegura que a paciente ficou sem sinais vitais por 40 minutos e teria sofrido choque séptico, uma infecção generalizada que causa falência de órgãos. "Testifiquei que tinha ausência de sinais vitais e a minha equipe também testificou. Isso foi umas 10h. Lá pelas 13h40, notou-se que a paciente estava respirando. Então, fizemos todos os procedimentos, desde a medicação até a intubação para preservá-la. É muito curioso tudo isso", relatou a médica. 

A família registrou boletim de ocorrência, e o caso está sendo investigado pela Polícia Civil e também pela direção-geral do hospital. Conforme a ex-chefe de gabinete da prefeitura de Cidreira, Irene Mendes, a casa de saúde abriu um procedimento administrativo para apurar a conduta da equipe médica.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Bento Gonçalves - RS Atualizado às 22h19 - Fonte: ClimaTempo
15°
Pancada de chuva

Mín. 13° Máx. 25°

Ter 19°C 12°C
Qua 22°C 11°C
Qui 17°C 1°C
Sex 11°C -1°C
Sáb 18°C 1°C
Horóscopo
Áries
Touro
Gêmeos
Câncer
Leão
Virgem
Libra
Escorpião
Sagitário
Capricórnio
Aquário
Peixes
Enquete