Sexta, 16 de Abril de 2021
54 98128.5277
Esporte Futebol feminino

Brasil-FAR Feminino aposta na sequência do trabalho e em reforços pontuais para 2021

Equipe rubro-verde renovou com 23 atletas e anunciou contratações em posições específicas de carência na equipe. Além disso, o clube apostou na continuidade do trabalho do técnico Guilherme Lange para a temporada.

05/04/2021 11h27 Atualizada há 2 semanas
201
Por: Kevin Sganzerla Fonte: NB Notícias
Equipe rubro-verde sagrou-se bicampeã do Interior em 2020/Foto: Luiz Erbes
Equipe rubro-verde sagrou-se bicampeã do Interior em 2020/Foto: Luiz Erbes

O Brasil de Farroupilha vai apostar na continuidade do trabalho da comissão técnica e de grande parte do elenco feminino que levaram o clube ao bicampeonato do título do Interior no Campeonato Gaúcho em 2020. Com contratações em posições de carência, visando qualificar a equipe para a temporada 2021, a direção almeja tornar o clube ainda mais competitivo em busca da classificação inédita à segunda fase do Campeonato Brasileiro Feminino Série A2, no qual o rubro-verde vai disputar pela segunda vez consecutiva. 

Até então, o Brasil renovou o contrato de 23 atletas do plantel do ano passado, e anunciou seis reforços para integrar o grupo de jogadoras da equipe rubro-verde. De acordo com o diretor do departamento feminino, Cristian Tonin, a diretoria elencou posições que necessitavam de contratações para fortalecer o elenco para a disputa das competições deste ano. 

Dentre as posições, o clube reforçou o setor defensivo com duas novas zagueiras e o setor ofensivo com duas meias e mais duas atacantes, todas com experiência em competições de nível nacional. “Durante nosso planejamento elencamos algumas posições importantes para reforçar o time. O perfil das jogadoras que foram trazidas corresponde a esse planejamento. As jogadoras têm um perfil competitivo e características de qualidade em suas posições, algo que foi detectado como importante pela direção e equipe técnica”, salienta Tonin. 

Tão importante quanto reforçar o elenco foi, segundo o diretor, a sequência do trabalho do técnico Guilherme Lange, que obteve bons resultados na temporada passada, conquistando o titulo do Interior e classificando o clube novamente ao segundo escalão do futebol feminino. 

“Continuidade é sempre muito importante no futebol, porque dificilmente um time recém-formado consegue conquistas. Nós priorizamos muito isso nos últimos anos, fazendo um trabalho desde a base. O Guilherme tem um papel chave nessa continuidade. É uma pessoa da confiança do clube e das jogadoras, tem características fundamentais para o trabalho e tem uma identificação com o clube e com o futebol feminino”, destaca o diretor. 

Nesta temporada, o objetivo traçado pelo clube será novamente atingir a classificação à fase de mata-matas do Campeonato Brasileiro A2. “Neste primeiro momento a meta é fazer a pontuação para avançar para a próxima fase, sempre buscando vitórias e pontos importantes. Nós buscamos evoluir todo o ano. Estamos trabalhando com um grupo forte para buscar sempre avançar as fases e brigar pelo título como sempre fazemos nas competições”, pondera Tonin. 

Apesar de o Campeonato Feminino iniciar no segundo semestre, o Brasil já está iniciando os seus preparativos para a disputa da competição nacional. Segundo o diretor do departamento feminino, o clube se viu obrigado a adiar o início dos trabalhos, sobretudo com as equipes da base, devido à pandemia. O Brasil trabalha com um orçamento mais enxuto por conta do atual cenário, e busca patrocinadores e apoiadores para manter o projeto. 

“Fazemos um apelo aqui para quem tiver interesse de patrocinar e apoiar esse lindo projeto entrar em contato com nosso departamento de marketing. Estamos iniciando uma pré-temporada forte, com toda a segurança, respeitando os protocolos de saúde exigidos, com nosso DNA de garra e dedicação”, comenta Cristian Tonin. 

Brasil de Farroupilha de volta ao ranking da CBF 

A Confederação Brasileira de Futebol divulgou o ranking de clubes do futebol masculino e feminino no dia 29 de março, e a novidade foi a presença da SERC Brasil. O clube de Farroupilha está na 58º posição, com 1140 pontos. Após 27 anos, o Gigante das Castanheiras apareceu na lista da CBF com a representatividade do Futebol Feminino. A última vez que o clube havia aparecido no ranqueamento foi em 1993 através da equipe masculina que, na oportunidade disputava a primeira divisão do Campeonato Gaúcho. 

O ranking pode ser conferido aqui: https://cutt.ly/EctPZPf 

Confira o elenco das Gurias Rubro-Verdes:

Goleiras: Gil e Sabrina;

Laterais: Vick, Delaine, Tainara, Adri e Fran Barbosa; 

Zagueiras: Cíntia (ex-Gama-DF), Isabelle (ex-Vasco da Gama-RJ), Bianca Vergani, Ana Klaus e Letícia;

Meio-campistas: Luana (ex-Juventude Timonense-MA), Thayná Cavalcanti (ex-Barton-EUA), Fran Gaúcha, Fran Mariani, Josi, Bianca Castro, Bruna Fachini, Sara, Laysa, Bruna Galiotto e Bruninha Borges;

Atacantes: Rhayssa (ex-Juventude Timonense-MA), Marina (ex-São Francisco-BA), Heid, Pâmela, Greyce e Tuca.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.