Sexta, 16 de Abril de 2021
54 98128.5277
Política POLÍTICA

PT quer Luiza Trajano, do Magazine Luiza, concorrendo a vice-presidente

Vice-presidente nacional do partido, Washington Quaquá, afirmou em entrevista que nome da empresária seria ideal para compor chapa com Fernando Haddad.

14/02/2021 13h44 Atualizada há 2 meses
124
Por: Redação Fonte: Estadão Conteúdo/Divulgação
Divulgação
Divulgação

O vice-presidente nacional do PT, Washington Quaquá, afirmou, em entrevista ao jornal O Estado de S. Paulo, que o partido quer se "reconectar" com o setor produtivo e com o eleitor de centro. Segundo ele, para que isso possa ser feito, a empresária Luiza Trajano, da rede Magazine Luiza e do portal de compras Magalu, seria uma opção para ser candidata a vice na chapa presidencial de 2022.

"Eu acho uma super chapa: Haddad/Luiza Trajano", disse Quaquá, se referindo a Fernando Haddad (PT), lançado no fim de semana passado como pré-candidato do partido à Presidência da República. Quaquá não afirmou, porém, se já houve algum convite para Luiza Trajano. "Precisamos nos reconectar com o empresariado que tem relação com o mercado interno e com o eleitor de centro, para formar maioria, ganhar e governar", complementou Quaquá.

Recentemente, Luiza Trajano encabeçou uma campanha para que todos os brasileiros sejam vacinados contra a Covid-19 até setembro. Após a repercussão do lançamento do movimento “Unidos pela Vacina”, Luiza Helena Trajano, a presidente do conselho do Magazine Luiza (MGLU3), publicou uma nota de esclarecimento nas redes do movimento. “Gostaria de deixar claro que não sou candidata a presidente do Brasil nem sou filiada a nenhum partido político”, diz a executiva que lidera a iniciativa.

A empresária afirma que defende a união da sociedade civil organizada, como o trabalho que desenvolve no grupo “Mulheres do Brasil”. 

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.