12°C 19°C
Bento Gonçalves, RS
Publicidade

Marcos Rogério condena 'ataques' do governo contra jornalista

O senador Marcos Rogério (PL-RO) acusou nesta segunda-feira (20) o governo federal de promover “ataques pessoais” contra a jornalista Andreza Matai...

20/11/2023 às 19h51
Por: Marcelo Dargelio Fonte: Agência Senado
Compartilhe:
 - Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado
- Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado

O senador Marcos Rogério (PL-RO) acusou nesta segunda-feira (20) o governo federal de promover “ataques pessoais” contra a jornalista Andreza Matais, do jornalO Estado de S. Paulo. Em pronunciamento no Plenário, Marcos Rogério afirmou que há um “modus operandi” na gestão do presidente Luiz Inácio Lula da Silva contra o trabalho da imprensa.

— A defesa da democracia, no governo Lula, só funciona no discurso, só funciona na teoria. Na prática, o que vemos aqui é a perseguição de jornalistas e veículos de comunicação, é coação de pessoas que publicam denúncias ou conteúdos contrários ao governo. O método da esquerda é esse: quando não concorda com as críticas, parte para ataques baixos, ataca, agride, intimida e tenta silenciar.

Andreza Matais é editora-executiva de Política do jornalO Estado de S. Paulo. O veículo publicou reportagens sobre a presença de Luciane Barbosa Farias em reuniões nos Ministérios da Justiça e dos Direitos Humanos. Luciane é esposa de Clemilson dos Santos Farias, apontado como líder do Comando Vermelho no Amazonas e preso por associação para o tráfico, organização criminosa e lavagem de dinheiro. Ela participou das reuniões como representante do Comitê Estadual para Prevenção e Combate à Tortura do Amazonas.

Marcos Rogério apontou que a presidente do PT, deputada federal Gleisi Hoffmann (PR), e o ministro da Justiça, Flávio Dino, compartilharam “acusações falsas” sobre a produção das reportagens e divulgaram a foto da jornalista Andreza Matais, motivando uma “onda de ataques pessoais” contra ela. O senador ironizou a reação dos membros do governo sobre o caso, afirmando que eles agem para criar “desinformação”.

— Um jornal denunciar o fato de alguém que representa o crime organizado ser recebido em agendas na pasta da Justiça e Segurança Pública “é um absurdo”, afinal, nada mais normal. Política e combate ao crime organizado não tem. Política de combate ao narcotráfico também não tem. Mas agenda com a "dama do tráfico", essa, sim, tem no Ministério da Justiça! O problema está no fato de o jornal questionar tal conduta. É um verdadeiro escárnio.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
IberalHá 7 meses Brasil Nossa! Parece um diário oficial do PL. Esses senadores ao invés de trabalharem, ficam mentindo e espalhando fake news. Passaram 4 anos sem fazerem nada e agora querem paralisar o novo governo.
Mostrar mais comentários
Bento Gonçalves, RS
18°
Tempo nublado

Mín. 12° Máx. 19°

18° Sensação
1.79km/h Vento
89% Umidade
100% (18.49mm) Chance de chuva
07h19 Nascer do sol
05h35 Pôr do sol
Qua 22° 13°
Qui 21° 12°
Sex 15° 14°
Sáb 24° 12°
Dom 23° 14°
Atualizado às 13h01
Publicidade
Publicidade
Economia
Dólar
R$ 5,41 -0,29%
Euro
R$ 5,81 -0,23%
Peso Argentino
R$ 0,01 -0,50%
Bitcoin
R$ 371,054,95 -2,70%
Ibovespa
119,738,72 pts 0.5%
Publicidade