Domingo, 26 de Junho de 2022
17°

Muitas nuvens

Bento Gonçalves - RS

Cultura Rio Grande do Sul

Ordem de Serviço para reformar a sede do Museu Arqueológico do RS, em Taquara, será assinada na segunda (13/6)

Fechado desde 2008 para visitações por conta de problemas estruturais, o Museu Arqueológico do Rio Grande do Sul (Marsul) receberá obras de requalificação com recursos do programa Avançar na Cultura, num total de R$ 1,5 milhão.

10/06/2022 às 18h20
Por: Redação Fonte: Secom Rio Grande do Sul
Compartilhe:
A reforma da sede será executada com recursos do programa Avançar na Cultura, num total de R$ 1,5 milhão - Foto: Foto: Divulgação / Marsul
A reforma da sede será executada com recursos do programa Avançar na Cultura, num total de R$ 1,5 milhão - Foto: Foto: Divulgação / Marsul

Fechado desde 2008 para visitações por conta de problemas estruturais, o Museu Arqueológico do Rio Grande do Sul (Marsul) receberá obras de requalificação com recursos do programa Avançar na Cultura, num total de R$ 1,5 milhão.

Localizada no Km 58 da Estrada RS-020, em Taquara, a sede passará por uma revitalização total das estruturas prediais, instalações elétricas e hidrossanitárias. O Avançar na Cultura também destina recursos para o desenvolvimento de uma nova exposição de longa duração, contratação de serviços e aquisição de bens e materiais para a instituição.

A assinatura da Ordem de Serviço para início das obras de requalificação ocorrerá na segunda-feira (13/6), às 11h, com a presença da secretária da Cultura (Sedac), Beatriz Araujo. O ato na sede do museu, em Taquara, será acompanhado pelo diretor administrativo da Sedac, Marcos Paulo da Luz, pelo diretor do Museu, Antonio Soares, pela prefeita Sirlei Bernardes da Silveira, pelo proprietário da empresa Toro Engenharia, Matheus Minatto, entre outras autoridades locais e parceiros da instituição.

Sobre o Marsul

Marsul tem relevante acervo de artefatos com datações de até 12 mil anos atrás
Marsul tem relevante acervo de artefatos com datações de até 12 mil anos atrás - Foto: Arquivo / Marsul

Criado em 1966, o Marsul tem um dos acervos mais significativos do Brasil, composto majoritariamente por coleções oriundas de pesquisas em sítios pré-coloniais, com datações de até 12 mil anos atrás. São artefatos de grupos caçadores-coletores, pescadores-coletores do litoral, horticultores e também de sítios do período colonial.

O prédio foi construído em 1970, e tem valor arquitetônico por sua característica modernista brutalista, representativa de um período histórico em que ocorreu a profissionalização e a valorização da arqueologia no meio museológico nacional. O modelo construtivo da época, porém, não previa aspectos que se tornaram fundamentais com o decorrer do tempo, tais como a impermeabilização das lajes e das coberturas, para evitar infiltrações, por exemplo. Da mesma forma, não havia os padrões de acessibilidade exigidos atualmente.

Mesmo fechado para a visitação, o Marsul continuou recebendo pesquisadores e promovendo atividades sobre o patrimônio arqueológico. Em fevereiro de 2020, a instituição e o designer Cícero Moraes trabalharam na reconstrução facial forense do “Zé”, um esqueleto de indivíduo associado a um sítio arqueológico datado de aproximadamente 5 mil anos, integrante do acervo do Marsul.

Coleções são oriundas de pesquisas em sítios pré-coloniais
Coleções são oriundas de pesquisas em sítios pré-coloniais - Foto: Arquivo / Marsul

Texto: Ariel Lopes / Ascom Sedac
Edição: Secom

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Bento Gonçalves - RS Atualizado às 16h27 - Fonte: ClimaTempo
17°
Muitas nuvens

Mín. Máx. 18°

Seg 19°C 9°C
Ter 22°C 10°C
Qua 16°C 6°C
Qui 18°C 4°C
Sex 22°C 7°C
Horóscopo
Áries
Touro
Gêmeos
Câncer
Leão
Virgem
Libra
Escorpião
Sagitário
Capricórnio
Aquário
Peixes
Enquete