Domingo, 22 de Maio de 2022
11°

Poucas nuvens

Bento Gonçalves - RS

Rio Grande do Sul COVID-19

Polícia Civil indicia 10 pessoas que furaram fila para tomar a vacina contra o coronavírus

Entre os indiciados há médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, integrantes da rede de apoio e orientador religioso que tomaram até quatro doses de vacina na Capital..

23/12/2021 às 08h18
Por: Redação Fonte: Divulgação
Compartilhe:
Polícia Civil indicia 10 pessoas que furaram fila para tomar a vacina contra o coronavírus

A Polícia Civil, por intermédio da Coordenadoria de Recursos Especiais (CORE), concluiu a Operação Xepa - Fase 2 - e indiciou dez pessoas por "fura-fila" da vacinação contra a Covid19 em Porto Alegre. Entre os indiciados há médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, integrantes da rede de apoio e um orientador religioso. Alguns deles chegaram a tomar quatro doses de imunizantes, de forma irregular.

A Operação Xepa é uma ação permanente da CORE e tem como objetivo apurar denúncias de burla dos critérios sanitários de vacinação contra a Covid19. A segunda fase consistiu na apuração de mais de 30 denúncias recebidas dando conta de que pessoas integrantes do grupo prioritário de profissionais da saúde e rede de apoio haviam tomado mais doses do que previa o protocolo de vacinação elaborado pelo Ministério da Saúde, Secretaria Estadual de Saúde e a Secretaria Municipal de Saúde. Das denúncias verificadas, houve a constatação de que 10 pessoas haviam recebidos doses pelos critérios prioritários e buscado outros imunizantes na rede pública e nos estabelecimentos conveniados (farmácias), burlando a fila de vacinação e retirando doses que poderiam ser aplicadas em outras pessoas. 

Durante as apurações, houve o cumprimento de mandados de busca e apreensão e os procedimentos policiais resultaram em indiciamentos por falsidade ideológica (omissão de que haviam recebido imunizante quando da busca de outros nos postos e farmácias) e infração de medida sanitária para enfrentamento à pandemia (houve casos de profissionais da saúde e rede de apoio que tomaram 4 doses de vacinas com dois imunizantes diferentes, realizando intercambialidade e reforço vacinal sem que houvesse  à época sequer a cogitação de tais situações pelos órgãos sanitários). Entre os indiciados há médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, integrantes da rede de apoio e orientador religioso. 

A apuração contou com o apoio da Secretaria Municipal da Saúde da Prefeitura de Porto Alegre, subsidiando com as informações para o cotejo dos dados lançados no Sistema Nacional de Imunização e os que constavam nos postos de vacinação e de denúncias recebidas do Ministério Público Estadual. A Operação Xepa prossegue com a apuração de outras denúncias de burla dos critérios sanitários vigentes no que toca à imunização de enfrentamento à pandemia da Covid-19.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Bento Gonçalves - RS Atualizado às 17h00 - Fonte: ClimaTempo
11°
Poucas nuvens

Mín. Máx. 18°

Seg 20°C 7°C
Ter 21°C 8°C
Qua 22°C 11°C
Qui 21°C 13°C
Sex 20°C 14°C
Horóscopo
Áries
Touro
Gêmeos
Câncer
Leão
Virgem
Libra
Escorpião
Sagitário
Capricórnio
Aquário
Peixes
Enquete