Segunda, 20 de Setembro de 2021
18°

Pancada de chuva

Bento Gonçalves - RS

Bairros Sem luz

Apagão em Bento foi causado por falha na Subestação Vinhedos

Segundo a RGE, problema ocorreu em estrutura da empresa transmissora, a Visus, mas a concessionária auxilia na identificação das causas

28/07/2021 às 16h28 Atualizada em 28/07/2021 às 20h35
Por: Redação
Compartilhe:
(Reprodução)
(Reprodução)

A empresa Rio Grande Energia (RGE) divulgou uma nota na tarde desta quarta-feira, dia 28, a respeito dos apagões que atingiram Bento Gonçalves em pelo menos dois momentos: no início da manhã e a partir do meio-dia, neste caso com duração de cerca de uma hora e meia. Outras nove cidades também foram afetadas.

A queda na distribuição afetou, inclusive, a principal adutora de água da cidade. Em função da oscilação, que resultou na variação na pressão do bombeamento de água, a rede se rompeu, o que, até o final do dia, deve comprometer o abastecimento em toda a Capital do Vinho.

Confira o comunicado da RGE na íntegra:
"A RGE informa que a interrupção no fornecimento de energia elétrica em Bento Gonçalves e região, ocorrida hoje, deveu-se a uma falha na Subestação Vinhedos, pertencente à empresa transmissora de energia (Visus, do Grupo Energia), que afetou as Subestações Bento Gonçalves A e Bento Gonçalves B, essas da RGE. A RGE efetuou as manobras possíveis na sua própria rede, visando religar o máximo de clientes no menor tempo.

A interrupção teve início às 12h15min. Dos 66.700 clientes atingidos no primeiro momento, 33.500 foram religados às 12h40min e os demais às 13h10min. Foram atingidos clientes de Bento Gonçalves, Farroupilha, Cotiporã, Garibaldi, Monte Belo do Sul, Muçum, Santa Tereza, Pinto Bandeira, São Valentim do Sul e Veranópolis.

A RGE desconhece a causa da falha e auxilia a empresa transmissora na identificação do problema."

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários