Domingo, 25 de Julho de 2021
54 98128.5277
Geral Rio Grande do Sul

Equipes encontram corpo de um dos bombeiros desaparecidos em Porto Alegre

Após uma semana de intenso trabalho, as equipes de busca, resgate e salvamento do Corpo de Bombeiros Militar (CBMRS) localizaram, por volta das 19h desta quarta-feira (21), o corpo de um dos desaparecidos nos escombros do prédio da Secretaria de Segurança.

21/07/2021 21h35 Atualizada há 4 dias
1.295
Por: Redação Fonte: Secom Rio Grande do Sul
-
-

Após uma semana de intenso trabalho, as equipes de busca, resgate e salvamento do Corpo de Bombeiros Militar (CBMRS) localizaram, por volta das 18h30 desta quarta-feira (21), o corpo de um dos bombeiros que estavam desaparecidos após o incêndio no prédio-sede da Secretaria da Segurança Pública (SSP), em Porto Alegre. Após verificação por exame de papiloscopia (impressões digitais), foi possível confirmar a identificação do primeiro-tenente Deroci de Almeida da Costa, de 46 anos.

Devido ao trabalho técnico para remoção de escombros e abertura de acessos na área na estrutura colapsada, conforme o vice-governador e titular da SSP, Ranolfo Vieira Júnior, foi possível chegar ao núcleo da edificação, bem no centro do prédio. No final desta tarde (21/7), os chamados binômios (dupla homem e cão) deram indicações mais precisas quanto à localização em um acumulado de escombros de cerca de seis metros. As equipes de Busca e Salvamento e de Busca e Resgate em Estruturas Colapsadas (Brec) deram sequência à remoção das estruturas dos pavimentos desabados até que localizaram o corpo, por volta das 18h30.

Assim que foram informados da localização, o governador Eduardo Leite e o vice Ranolfo se deslocaram até o prédio consumido no incêndio. Além de lamentar a morte do tenente Almeida, Leite garantiu que a força-tarefa não irá recuar até encontrar o segundo-sargento Lúcio Ubirajara de Freitas Munhós, de 51 anos, que segue desaparecido. “Quero expressar à família do tenente Almeida o meu mais profundo pesar, também aos colegas de trabalho e amigos. Ao mesmo tempo, expresso o nosso orgulho, pois ele cumpriu a sua missão de arriscar a própria vida para salvar outras vidas, trabalhando para que não ficasse nenhuma pessoa para trás enquanto ocorria o incêndio. Esse era o seu trabalho e ele o cumpriu. Lamentavelmente, nós perdemos o tenente Almeida no desabamento dos oito andares do prédio, o que não deixou possibilidade de sobrevivência”, afirmou o governador. “Nossa gratidão, nossa homenagem e nossos pêsames ao aos famosos e amigos do tenente Almeida. Agora, seguiremos trabalhando incessantemente, como fizemos desde o primeiro instante, para encontrar o outro braço herói, sargento Munhós”, completou.

O vice-governador agradeceu por todo o empenho dos mais de cem servidores envolvidos no trabalho, 24 horas, e destacou o apoio decisivo das duplas sargento Alex Sandro Brum e o labrador Guapo, do CBMRS, e do cabo Ronaldo Fumagalli e o também labrador Hunter, que vieram do Corpo de Bombeiro Militar de Santa Catarina ajudar nas buscas, e hoje à tarde deram a localização mais precisa.

"Há uma semana estávamos aqui para darmos as primeiras informações sobre o incêndio à população e jamais imaginaríamos um desfecho como este, sete dias depois: a confirmação da morte do tenente Almeida, que exerceu com bravura a sua missão no Corpo de Bombeiros Militar, e ainda o desaparecimento do sargento Munhós. Nossa solidariedade aos familiares e a toda a corporação. Seguimos com as buscas ininterruptas", afirmou Ranolfo.

O comandante-geral do CBMRS, coronel César Eduardo Bonfanti, também lamentou profundamente a morte de um “companheiro e grande herói” da corporação, e garantiu que o trabalho seguirá, como forma até mesmo de honrar o trabalho no incêndio da SSP e em tantas outras missões que o tenente Almeida cumpriu durante mais de 22 anos. O tenente Almeida, nome de guerra de Deroci, atuava na última noite como o oficial de serviço, o responsável por despachar viaturas para o combate ao incêndio na Capital. Casado e pai de dois filhos, o bombeiro estava na corporação desde dezembro de 1998.

Desde o início dos trabalhos de combate ao incêndio no prédio, na noite de 14 de julho, o CBMRS organizou uma estrutura operacional completa para viabilizar o trabalho ininterrupto de combate ao fogo e resfriamento da área. Tão logo foi verificada a ausência de dois bombeiros militares que atuavam na ação, também foi mobilizada toda a capacidade de busca e resgate aos desaparecidos.

No pátio da SSP, houve alocação de todo o efetivo e equipamentos necessários à operação de resgate dos agentes desaparecidos. Nesta quarta-feira (21), 115 pessoas, entre bombeiros militares e técnicos, estavam atuando nas buscas e no trabalho de remoção de escombros para ampliar os acessos ao prédio.

Texto: Vanessa Kannenberg e Carlos Ismael Moreira/Ascom SSP
Edição: Marcelo Flach/Secom

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Bento Gonçalves - RS
Atualizado às 22h31 - Fonte: Climatempo
19°
Muitas nuvens

Mín. 12° Máx. 26°

19° Sensação
17.8 km/h Vento
42.5% Umidade do ar
0% (0mm) Chance de chuva
Amanhã (26/07)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 12° Máx. 25°

Sol com muitas nuvens
Terça (27/07)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. Máx. 17°

Chuvoso
Anúncio