12°C 19°C
Bento Gonçalves, RS
Publicidade

Agente da PRF é investigado em esquema de lavagem de dinheiro

As investigações revelaram que o policial utilizava uma empresa da família para receber vantagens indevidas e promover a lavagem de dinheiro e de patrimônio.

11/06/2024 às 17h45
Por: Marcelo Dargelio
Compartilhe:
Agente da PRF é investigado em esquema de lavagem de dinheiro

Nesta terça-feira (11/6), a Polícia Federal deflagrou a Operação Departed em Santana do Livramento, visando investigar o envolvimento de um agente da Polícia Rodoviária Federal (PRF) em crimes de corrupção e lavagem de dinheiro. As investigações revelaram que o policial utilizava uma empresa da família para receber vantagens indevidas e promover a lavagem de dinheiro e de patrimônio.

Durante a operação, foram cumpridos quatro mandados de busca e apreensão e ordens de indisponibilidade de bens no valor aproximado de R$ 4,6 milhões. Além disso, o investigado foi afastado de suas funções públicas. Todas as medidas foram determinadas pela 2ª Vara Federal de Santana do Livramento.

As apurações indicam que o agente estaria envolvido na gestão ilegal de um posto de gasolina e de uma transportadora, atividades que, possivelmente, eram utilizadas para se associar com indivíduos suspeitos de envolvimento em contrabando e descaminho na região. A Polícia Federal suspeita que o policial vendia serviços de transporte para dissimular a proteção e a contrainteligência de carregamentos ilícitos.

Além de fornecer caminhões e participar diretamente dos carregamentos clandestinos oriundos do Uruguai, o policial também teria vazado informações sigilosas para clientes de sua empresa. Em outras ocasiões, o investigado promovia a liberação de veículos de seus clientes de abordagens e autuações.

A investigação descobriu a associação do suspeito com dois grupos recentemente investigados pela Polícia Federal em Santana do Livramento, durante as Operações Fruto Proibido e Fauda, deflagradas em 2022. Foram encontrados indícios de lavagem de R$ 3,8 milhões por meio das contas da empresa do agente público.

A Polícia Federal trabalha com a hipótese de que o agente cometeu diversos crimes, incluindo facilitação ao contrabando, corrupção ativa e passiva, advocacia administrativa, prevaricação, violação de sigilo funcional, associação criminosa e lavagem de dinheiro. Além disso, foram identificados diversos ilícitos funcionais que serão apurados pela Corregedoria da PRF.

A Operação Departed destaca a importância do combate à corrupção e à lavagem de dinheiro, reforçando o compromisso das autoridades em preservar a integridade das instituições públicas e proteger a sociedade de práticas ilícitas. As investigações continuam, e novas fases da operação não estão descartadas.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Bento Gonçalves, RS
18°
Tempo nublado

Mín. 12° Máx. 19°

18° Sensação
1.79km/h Vento
89% Umidade
100% (18.49mm) Chance de chuva
07h19 Nascer do sol
05h35 Pôr do sol
Qua 22° 13°
Qui 21° 12°
Sex 15° 14°
Sáb 24° 12°
Dom 23° 14°
Atualizado às 13h01
Publicidade
Publicidade
Economia
Dólar
R$ 5,41 -0,27%
Euro
R$ 5,81 -0,22%
Peso Argentino
R$ 0,01 -0,48%
Bitcoin
R$ 370,915,28 -2,76%
Ibovespa
119,738,72 pts 0.5%
Publicidade