7°C 14°C
Bento Gonçalves, RS
Publicidade

Homem é preso após fazer filha adotiva de escrava sexual

Criminoso de 47 anos foi preso em Caxias do Sul, acusado de abusar constantemente da criança que tinha adotado para ser sua filha.

06/04/2024 às 11h10
Por: Marcelo Dargelio
Compartilhe:
Homem de 47 anos está recolhido ao Presídio Estadual de Caxias do Sul - Foto: Polícia Civil/Divulgação
Homem de 47 anos está recolhido ao Presídio Estadual de Caxias do Sul - Foto: Polícia Civil/Divulgação

Quando se pensa que o ser humano é capaz de muitas barbáries, diariamente a população com novos casos, quase inacreditáveis e inaceitáveis em qualquer circunstância. Nesta semana, um homem de 47 anos foi preso em Caxias do Sul, acusado de fazer a própria filha adotiva de escrava sexual. Os crimes sexuais ocorreram na cidade de Nova Petrópolis. A mãe adotiva é suspeita de ser cúmplice do criminoso.

A ação legal foi motivada pela decisão do juiz da Comarca, Franklin de Oliveira Netto, especialmente após o acusado tentar se reaproximar de sua ex-mulher e visitar a casa onde a filha adotiva residia, violando uma ordem judicial anterior. Expressando profunda consternação, o juiz Oliveira Netto comentou sobre a gravidade do caso, destacando a trágica ironia de a vítima, já negligenciada por sua família biológica e colocada para adoção, tornar-se vítima de abuso sexual por parte de seu pai adotivo. "Não bastassem as negligências às quais a vítima foi submetida na família biológica, agora vem à tona a factível situação de estupro, na qual teria servido de verdadeira escrava sexual do próprio pai," declarou o magistrado.

A preocupação com o bem-estar da criança levou o promotor Charles Emil Machado Martins, do Ministério Público de Nova Petrópolis, a solicitar a retirada da guarda da menina da mãe adotiva. Esta medida veio em resposta ao comportamento da mãe, que, apesar das circunstâncias, estava se reaproximando do acusado, incluindo tentativas de vender um imóvel para começar uma "vida nova" em outra cidade com ele.

Curiosamente, este não é o primeiro encontro do acusado com a lei. Ele já havia sido detido duas semanas antes, em uma operação da Delegacia de Polícia de Nova Petrópolis, em 19 de março. Naquela ocasião, foi encontrado com munição de uso restrito, mas posteriormente liberado pela Justiça. Mais alarmante ainda, foi flagrado na residência da vítima portando munições de calibre restrito e uma farda do Exército, apesar de não ser membro das Forças Armadas, onde também foi encontrada uma arma.

A prisão do acusado em Caxias do Sul pela Polícia Civil marca um momento crítico neste caso perturbador, destacando os desafios enfrentados pelas autoridades em proteger as vítimas de abuso dentro de suas próprias famílias. Com o acusado agora detido e à disposição da Justiça, a comunidade espera por um desfecho que traga justiça à vítima e evite futuras tragédias semelhantes.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Bento Gonçalves, RS
10°
Tempo nublado

Mín. Máx. 14°

10° Sensação
1.79km/h Vento
94% Umidade
100% (12.93mm) Chance de chuva
07h08 Nascer do sol
05h38 Pôr do sol
Sáb
Dom 13°
Seg 11°
Ter
Qua 14°
Atualizado às 18h01
Publicidade
Publicidade
Economia
Dólar
R$ 5,17 +0,45%
Euro
R$ 5,61 +0,81%
Peso Argentino
R$ 0,01 +0,07%
Bitcoin
R$ 376,635,12 +2,21%
Ibovespa
124,305,57 pts -0.34%
Publicidade