15°C 17°C
Bento Gonçalves, RS
Publicidade

Idosa agoniza em cama da UPA 24 Horas esperando por leito hospitalar

A família está desesperada com a situação de Lurdes Seben Martinelli, de 75 anos, está há mais de 45 dias esperando por um leito para realizar uma endoscopia.

27/03/2024 às 18h04
Por: Marcelo Dargelio
Compartilhe:
Idosa agoniza em cama da UPA 24 Horas esperando por leito hospitalar

Mais uma situação alarmante vem à tona na Unidade de Pronto Atendimento de Bento Gonçalves (UPA 24 Horas). Uma idosa de 75 anos está em estado de desnutrição e sofrendo com desmaios, aguardando por um leito hospitalar. A família está desesperada e não sabe mais para quem recorrer para que a mulher receba atendimento adequado.

Lurdes Seben Martinelli, uma idosa de 75 anos, vive uma verdadeira agonia na UPA 24 Horas local. Há 45 dias, ela espera por um leito hospitalar que permita a realização de uma endoscopia, essencial para diagnosticar seu problema de saúde. Segundo relatos de familiares, a idosa encontra-se em estágio avançado de desnutrição e necessita urgentemente do procedimento, pois não consegue se alimentar nem com sonda.

O drama de Lurdes e sua família destaca um grave problema no sistema de saúde em Bento Gonçalves. Apesar de estar internada e necessitando de cuidados especializados, ela foi enviada para casa após um mês de internação, devido à falta de leitos disponíveis para realizar a endoscopia. O retorno à UPA se deu nesta segunda-feira, 25, após a idosa sofrer três desmaios em sua residência. Em um desses episódios, na madrugada desta quarta-feira, Lurdes desmaiou após ir ao banheiro, tendo sua pressão arterial registrada em 7 por 3.

A situação é complicada ainda mais pelo impasse entre a UPA e o Hospital Tacchini. Enquanto a UPA informa que o procedimento só pode ser feito quando houver um leito disponível, o hospital indica que a realização da endoscopia depende da autorização e compra do serviço por parte da prefeitura. Esse "jogo de empurra-empurra" deixa a paciente em uma condição vulnerável e sua família, desesperada.

"Estamos apavorados e sem saber a quem recorrer. Ninguém faz nada. Estão deixando nossa mãe morrer de inanição", lamentou um dos filhos de Lurdes. O caso evidencia as lacunas no sistema de saúde que afetam diretamente a vida dos pacientes e a angústia de famílias que se veem impotentes diante da burocracia e da falta de recursos.

A situação de Lurdes Seben Martinelli é um apelo urgente por atenção e ação por parte das autoridades de saúde locais. Exige-se uma solução imediata para que ela e tantos outros pacientes em situações similares não sejam mais vítimas de um sistema que parece falhar justamente quando o paciente mais se precisa.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Angela Há 2 semanas Bento GonçalvesVocês como imprensa precisam fazer alguma coisa. Quantas pessoas terão que morrer para alguém tomar alguma atitude?
Mostrar mais comentários
Bento Gonçalves, RS
19°
Tempo nublado

Mín. 15° Máx. 17°

19° Sensação
2.68km/h Vento
95% Umidade
100% (27.37mm) Chance de chuva
06h42 Nascer do sol
06h10 Pôr do sol
Sáb 24° 17°
Dom 22° 17°
Seg 22° 18°
Ter 19° 16°
Qua 22° 11°
Atualizado às 16h02
Publicidade
Publicidade
Economia
Dólar
R$ 5,12 +0,53%
Euro
R$ 5,46 +0,00%
Peso Argentino
R$ 0,01 +0,38%
Bitcoin
R$ 362,981,39 -4,78%
Ibovespa
125,946,09 pts -1.14%
Publicidade