Sábado, 25 de Junho de 2022
16°

Pancada de chuva

Bento Gonçalves - RS

Geral Pais ausentes

Número de mães solo em Bento aumenta mais de 300% em quatro anos

Entre 2017 e 2018, apenas 18 crianças nasceram sem que o pai registrasse. Entre 2021 e 2022, esse número saltou para 62.

08/05/2022 às 10h22 Atualizada em 09/05/2022 às 10h40
Por: Redação
Compartilhe:
Número de mães solo em Bento aumenta mais de 300% em quatro anos

Neste domingo, 8 de maio, muitas mães têm ainda mais motivos para comemorar a data, pois são mãe e pai ao mesmo tempo de seus filhos. Um levantamento no Cartório de Registro Civil mostra que o número de mães solo em Bento Gonçalves aumentou mais de 300% nos últimos quatro anos. Neste meio tempo, também, aumentou o número de pedidos de reconhecimento de paternidade.

Os dados são do Portal da Transparência do Registro Civil, denominado Pais Ausentes, que foi lançado no mês de março deste ano. De acordo com os números, o crescimento das mães solo em Bento Gonçalves deu um salto muito grande num comparativo entre os meses de maio de 2017 e maio de 2018, com maio de 2021 e maio de 2022. 

Pelo levantamento, entre 7 maio de 2017 e 6 de maio de 2018, foram registrados 18 casos de filhos registrados apenas pela mãe. Entre 7 de maio de 2021 e 6 de maio de 2022, esse número chegou a 62 mulheres, um aumento de 345%. Os dados mostram que os casos de mães solo aumentaram consideravelmente desde 2018. Entre 7 de maio de 2018 e 6 de maio de 2019, foram registrados 45 casos de pais ausentes. Entre 7 de maio de 2019 e 6 maio de 2020, foram 46 casos.

Durante a pandemia, o aumento foi ainda mais significativo. Entre 7 de maio de 2020 e 6 de maio de 2021, foram 64 casos de mães tendo filhos sem os pais presentes. Coincidentemente, vem aumentando desde 2019 o número de pedidos de reconhecimento de paternidade. Desde novembro de 2019 até 7 de maio de 2022, foram 69 pedidos de reconhecimento realizados diretamente nos cartórios, dispensando o processo judicial. 

Caption

 Até dezembro de 2021, a média mensal era de 2 a 3 casos por mês de pedidos de reconhecimento de paternidade. Porém, em 2022, esses números vêm aumentando, chegando a ter 9 casos de reconhecimento solicitados em um único mês. 

Para o presidente da Associação Nacional dos Registradores de Pessoas Naturais (Arpen/RS), Sidnei Hofer Birman, as mães não podem deixar de procurar seus direitos e, principalmente, de incluir o pai na certidão de nascimento dos filhos. "O registro é o primeiro documento de um cidadão. Ter o nome do pai expresso na certidão assegura à criança importantes direitos. Os Cartórios de Registro Civil estão exercendo importante função na desburocratização do processo de reconhecimento de paternidade, evitando que esse tipo de questão tenha que ser discutido por meio de processos judiciais.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Bento Gonçalves - RS Atualizado às 21h57 - Fonte: ClimaTempo
16°
Pancada de chuva

Mín. 14° Máx. 19°

Dom 18°C 7°C
Seg 19°C 9°C
Ter 22°C 10°C
Qua 18°C 7°C
Qui °C °C
Horóscopo
Áries
Touro
Gêmeos
Câncer
Leão
Virgem
Libra
Escorpião
Sagitário
Capricórnio
Aquário
Peixes
Enquete