Quinta, 27 de Janeiro de 2022
24°

Chuva

Bento Gonçalves - RS

Saúde Descaso

Falta de medicamento prejudica mais de 30 pacientes de Bento com psoríase severa

Injeções semanais estavam sendo fornecidas pelo Estado, após ação judicial, mas há três meses o remédio não tem sido entregue à Secretaria de Saúde do município

04/01/2022 às 11h23 Atualizada em 05/01/2022 às 22h05
Por: Redação
Compartilhe:
(Reprodução)
(Reprodução)

Mesmo depois de conquistar na Justiça o direito de receber um medicamento para tratar a psoríase severa – doença crônica de pele –, mais de 30 pacientes de Bento Gonçalves estão sofrendo há pelo menos três meses e entraram em 2022 com a falta do remédio Etanercepte 50mg no Sistema Único de Saúde (SUS).

O fornecimento do produto deveria ser garantido pelo Estado, por se tratar de um item caro que não é tradicionalmente oferecido via SUS. Isso até aconteceu por um tempo, mas depois das entregas de setembro do ano passado, houve a suspensão em todo o Rio Grande do Sul, prejudicando quem depende das aplicações semanais.

Esse é o caso do aposentado Edson Capitanio, de 65 anos, que há três anos ingressou com uma ação judicial para ter direito ao tratamento dermatológico, agora abruptamente interrompido. No período em que recebeu as injeções, seu quadro havia evoluído significativamente. "Minha psoríase chegou em um nível aceitável, melhorando 90%. Mas, há três meses, a Unidade Central de Bento Gonçalves não está recebendo este medicamento. Consequentemente, neste período, minha psoríase voltou pior que antes, com lesões profundas", relata.

Capitanio conta que já acionou a Ouvidoria do SUS, mas não obteve resposta. Ainda no dia 1º de janeiro, a reportagem do NB Notícias contatou a Secretaria Estadual de Saúde, por meio de sua assessoria, entretanto também não conseguiu retorno. A Secretaria Municipal de Saúde informou que não não está recebendo remessas do remédio, mas que faz verificações semanais sobre o fornecimento. Enquanto isso, a maior preocupação recai sobre quem precisa do atendimento. "Eu não poderia interromper o tratamento. Estou desesperado, pois as lesões triplicaram", completa Capitanio.

Conforme apurado pelo NB no começo da tarde desta terça-feira, dia 4, o problema é "apenas" burocrático. A medicação está disponível junto à 5ª Coordenadoria Regional de Saúde, em Caxias do Sul, mas é necessária uma atualização do sistema e a mudança do código do produto para permitir a entrega.

Sobre a doença
Psoríase é uma doença de pele que se caracteriza pelo aparecimento de lesões avermelhadas e descamativas, em geral com casca esbranquiçada, que se localizam preferencialmente junto à raiz dos cabelos, nos cotovelos e nos joelhos. Por ser uma doença crônica, uma vez que se manifesta precisa ser tratada pela vida toda. Embora às vezes desapareçam completamente, as lesões podem reaparecer de tempos em tempos, em especial, no inverno. Pessoas com psoríase precisam saber que não têm uma doença contagiosa e que o estresse favorece o aparecimento das crises. Exposição ao sol e hidratar a pele são duas recomendações importantes para o tratamento da psoríase.

(Fonte: Dr. Dráuzio Varella)

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Bento Gonçalves - RS Atualizado às 23h57 - Fonte: ClimaTempo
24°
Chuva

Mín. 20° Máx. 35°

Sex 27°C 16°C
Sáb 29°C 13°C
Dom 30°C 14°C
Seg 30°C 17°C
Ter °C °C
Anúncio
Horóscopo
Áries
Touro
Gêmeos
Câncer
Leão
Virgem
Libra
Escorpião
Sagitário
Capricórnio
Aquário
Peixes
Anúncio
Enquete
Anúncio