Segunda, 19 de Abril de 2021
54 98128.5277
16°

Poucas nuvens

Bento Gonçalves - RS

Dólar com.

R$ 5,55

Euro

R$ 6,68

Peso Arg.

R$ 0,06

Rio Grande do Sul Governo Leite

Silvana Covatti é a primeira mulher a assumir a Secretaria Estadual de Agricultura

Deputada estadual assume o comando da pasta no lugar de seu filho, Vilson Covatti Filho, que reassume seu mandato como deputado federal.

30/03/2021 16h59
241
Por: Redação Fonte: Governo do Estado do Rio Grande do sul
Silvana Covatti é a primeira mulher a assumir a Secretaria Estadual de Agricultura

Nesta terça-feira (30), a deputada estadual Silvana Covatti assumiu o posto como titular da Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (SEAPDR), tornando-se a primeira mulher a comandar a pasta. Ela substitui Covatti Filho, que reassumirá seu mandato de deputado federal em Brasília. O ato de posse de Silvana Covatti e do novo secretário de Turismo, Ronaldo Santini, foi transmitido por videoconferência devido às restrições impostas pela pandemia de coronavírus.

“São secretarias de duas áreas estratégicas do nosso governo e que passam por momentos muito difíceis. A pandemia e também a estiagem impuseram muitas dificuldades aos produtores rurais e, indiretamente, à toda a economia gaúcha, que é baseada no agronegócio. Quanto ao turismo, o setor que mais sofre certamente neste momento, já que é a natureza da atividade atrair e aglomerar pessoas, o que não é recomendável, também merece uma atenção especial do nosso governo. Por isso, é um ato de coragem da Silvana e do Santini em assumirem essas duas pastas, mas tenho certeza de que estão nas mãos de duas pessoas competentes e empenhadas, com qualidade e disposição para mudar a vida da nossa população, somando à nossa já qualificada equipe de governo”, destacou Leite.

Em sua posse, a secretária destacou o momento atual da agricultura gaúcha, com a certificação de Estado livre de aftosa sem vacinação e a colheita de uma safra histórica após períodos de estiagem vividos em 2020. “Agradeço ao governador Eduardo Leite pela confiança depositada em mim. É um orgulho suceder o trabalho competente e dedicado que o Covatti Filho tem feito”, comenta Silvana.

O papel da mulher no campo também está nas bandeiras da nova secretária, uma vez que, no Brasil, dos 5 milhões de empreendimentos rurais, um milhão é comandado por mulheres. Atualmente as mulheres administram cerca de 30 milhões de hectares de atividade rural. Silvana Covatti também destaca a prioridade na irrigação e no incentivo ao aumento da área irrigada no Estado, que hoje é de menos de 3% da área de sequeiros (soja, milho, trigo e feijão) e fruticultura. E esclarece: “Vamos dar continuidade ao Programa Pró-Milho para alcançarmos a alta suficiência do grão, fundamental para suinocultura, avicultura e pecuária leiteira”.

A nova secretária também ressaltou a importância da Agricultura Familiar, assegurando que terá atenção especial em sua gestão. “É responsável por 70% dos alimentos que chegam na mesa das famílias gaúchas. Na Secretaria, vamos incentivar a produção na pequena propriedade e buscar melhores condições para as mais de 3.700 agroindústrias do Estado”, pontuou.

Também estiveram presentes no ato de posse no gabinete do governador no Palácio Piratini o secretário-chefe da Casa Civil, Artur Lemos Júnior, e o líder do governo na Assembleia, deputado Frederico Antunes. O vice-governador Ranolfo Vieira Júnior, outros secretários e líderes políticos participaram por vídeo.

Perfil da secretária

Nascida em Frederico Westphalen, Silvana Covatti chegou pela primeira vez à Assembleia Legislativa gaúcha em 2006. Na sua segunda votação, Silvana foi a deputada mais votada, em 2010. Quatro anos depois foi novamente eleita com expressivo número de votos.

Em 2016, foi a primeira mulher a assumir a presidência da Assembleia em mais de 180 anos de história. Por conta do cargo, assumiu, por cinco dias, o governo do RS na ausência do então governador José Ivo Sartori e do vice José Paulo Cairoli. Nas eleições de 2018, foi novamente eleita deputada estadual.

Silvana também se elegeu presidente do Movimento Mulher Progressista Gaúcha e da Procuradoria da Mulher, na Assembleia. Teve os direitos das mulheres sua principal luta em todos seus mandatos.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.