9°C 25°C
Bento Gonçalves, RS
Publicidade

Fepam apresenta balanço de atendimento a denúncias durante Operação Verão Total no Litoral Norte

O Departamento de Fiscalização (DF) da Fundação Estadual de Proteção Ambiental (Fepam), por meio da Divisão de Fiscalização (Difisc), concluiu, nes...

23/02/2024 às 19h53
Por: Marcelo Dargelio Fonte: Secom RS
Compartilhe:
Fiscalizações foram motivadas por denúncias de infração e alertas emitidos por sistemas de monitoramento -Foto: Divulgação Fepam
Fiscalizações foram motivadas por denúncias de infração e alertas emitidos por sistemas de monitoramento -Foto: Divulgação Fepam

O Departamento de Fiscalização (DF) da Fundação Estadual de Proteção Ambiental (Fepam), por meio da Divisão de Fiscalização (Difisc), concluiu, nesta semana, sua participação na Operação Verão Total 2023-2024, do governo do Estado. A força-tarefa no Litoral Norte para atendimento a denúncias, fiscalização de empreendimentos licenciados e conferência de alertas de danos ambientais ocorreu nos meses de janeiro e fevereiro.

“Sabemos que a população no litoral aumenta nesta época de veraneio, e justamente por isso o esforço se faz necessário. Conseguimos atender a todas as denúncias direcionadas para a região no período, além de conferir alertas de desmatamento”, conta o chefe da Difisc, Juarez Löff.

As fiscalizações foram motivadas por 11 denúncias de infração, registradas por meio de canais oficiais do órgão ambiental , e alertas emitidos por sistemas de monitoramento. A partir das ações em campo, os agentes fiscais constataram:

  • supressão irregular de 10,77 hectares de vegetação nativa do bioma Mata Atlântica em três propriedades de Itati;
  • lançamento, em solo, de efluentes contaminados com material oleoso no município de Terra de Areia;
  • intervenção irregular em dunas frontais preservadas na cidade de Capão da Canoa;
  • transporte de resíduos de limpa-fossa sem apresentação do Manifesto de Transporte de Resíduos (MTR), cujo porte é obrigatório, também em Capão da Canoa.

Como resultado da força-tarefa, foram gerados seis autos de infração. As sanções administrativas estão previstas no Art. 3 do Decreto Estadual n° 55.374/2020 . A recuperação do dano ambiental é imprescritível e de responsabilidade do infrator.

“As áreas de supressão serão embargadas e deverão ser recuperadas. As demais serão oficiadas para que promovam melhorias e façam cessar as irregularidades”, explica o chefe da Fiscalização.

No total, os agentes fiscais percorreram três áreas na Serra do Mar e oito municípios do Litoral Norte. Parte das denúncias, contudo, foi considerada improcedente.

Texto: Joyce Heurich/Ascom Sema
Edição: Felipe Borges/Secom

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Bento Gonçalves, RS
15°
Parcialmente nublado

Mín. Máx. 25°

15° Sensação
1.22km/h Vento
86% Umidade
0% (0mm) Chance de chuva
06h47 Nascer do sol
06h01 Pôr do sol
Ter 20° 13°
Qua 18° 15°
Qui 20° 13°
Sex 26° 17°
Sáb ° °
Atualizado às 23h03
Publicidade
Publicidade
Economia
Dólar
R$ 5,20 +0,00%
Euro
R$ 5,55 0,00%
Peso Argentino
R$ 0,01 -0,55%
Bitcoin
R$ 358,977,63 +1,09%
Ibovespa
125,124,30 pts 0.75%
Publicidade