Domingo, 22 de Maio de 2022
11°

Poucas nuvens

Bento Gonçalves - RS

Rio Grande do Sul Honestidade

Gari acha R$ 4 mil em aterro sanitário e devolve para comerciante

Dono de minimercado tinha jogado a sacola no lixo por engano e ficou desesperado porque não teria como pagar suas contas.

07/01/2022 às 14h24
Por: Redação
Compartilhe:
Seu Roque já tinha desistido de encontrar o dinheiro entregue por Wesley
Seu Roque já tinha desistido de encontrar o dinheiro entregue por Wesley

Atos de solidariedade precisam ser replicados sempre que acontecem. Isso porque está cada vez mais difícil coisas que seriam comuns acontecerem nos dias de hoje. Nesta semana, um gari virou herói de um pequeno comerciante que havia perdido R$ 4 mil, que foram encontrados e devolvidos por ele. O caso aconteceu na cidade de Novo Hamburgo.

Wesley Zaqueu Soares,  de 20 anos, achou no lixão uma sacola com R$ 4 mil em espécie, dinheiro que pagaria as contas do minimercado de José Roque de Lima, 56 anos. O jovem atua na manutenção e limpeza da Central de Resíduos da Roselândia, mas, na terça-feira (4), quando o dinheiro foi jogado fora, trabalhava no transbordo dos caminhões. Mesmo já descrente, foi ele quem encontrou o saco recheado com as cédulas, pouco antes de o pacote ir para as esteiras de seleção. Diariamente, passam pelo local 180 toneladas de descartes.

Roque, como o microempresário dono do dinheiro é conhecido no bairro Canudos, começou a vasculhar o lixo por volta das 10h. Segundo a recicladora Tassia Rodrigues, 35 anos, ele negou o convite para almoçar na cooperativa e só interrompeu a procura no início da tarde, já exausto e sem esperanças. Pouco depois, as notas seriam encontradas por Wesley. Começava, naquele momento, outro desafio: localizar Roque, que saiu do aterro sem deixar um telefone de contato. "Ligamos para o mototáxi que trouxe ele, mas o rapaz não atendeu. Aí os guris que fazem a coleta pegaram a moto e foram lá no bairro Canudos, acharam o mercadinho e trouxeram ele pra cá", explica Tassia.

Naquele mesmo dia, no pavilhão, Roque encontrou novamente os 70 recicladores que, sem exceção, ajudaram na busca. Contou mais uma vez como perdeu a sacola, agradeceu e posou para fotos com a equipe. 

Gari tem sonho de ser Polícia Rodoviário Federal

Wesley Soares sonha em ser policial rodoviário federal e disse que sua honestidade vem de berço - Tiago Boff/Agência RBS

 

Wesley recebe, mensalmente, pouco mais de um salário mínimo para uma função das 7h às 16h. À noite, frequenta um curso de gastronomia, mas admite que a meta é usar a futura formação técnica para acesso a outra profissão: quer ser policial rodoviário federal. Nos galpões, o caso é contado com orgulho por todos. A opinião sobre o destino do dinheiro também se mostra unânime. "Na hora que encontrei, eu só pensava no desespero do senhor, que tinha separado o dinheiro para pagar as contas. Honestidade aprendi com minha família. Espero que seja um exemplo para um 2022 melhor", finalizou Wesley.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Bento Gonçalves - RS Atualizado às 17h20 - Fonte: ClimaTempo
11°
Poucas nuvens

Mín. Máx. 18°

Seg 20°C 7°C
Ter 21°C 8°C
Qua 22°C 11°C
Qui 21°C 13°C
Sex 20°C 14°C
Horóscopo
Áries
Touro
Gêmeos
Câncer
Leão
Virgem
Libra
Escorpião
Sagitário
Capricórnio
Aquário
Peixes
Enquete