Segunda, 20 de Setembro de 2021
16°

Pancada de chuva

Bento Gonçalves - RS

Seu Pet Gato

Gato pode comer abacate?

O abacate, é uma fruta que pode ser tóxica para os bichanos. Entenda.

07/09/2021 às 10h49 Atualizada em 10/09/2021 às 11h37
Por: Jaqueline Bagnara Fonte: petz.com.br
Compartilhe:
Divulgação
Divulgação

Será que gato pode comer abacate? Essa saborosa fruta é muito apreciada por sua versatilidade, já que pode ser utilizada tanto em receitas doces quanto salgadas. Além do seu sabor marcante, ainda conta com vitaminas importantes para o nosso organismo.

Porém, é necessário tomar cuidado ao oferecer um alimento novo ao bichano. Isso porque muitos petiscos comuns em nosso cardápio podem ser tóxicos para os peludos. Se você quer aprender como alimentar seu mascote de forma segura, continue lendo este texto. Aprenda aqui se gato pode comer abacate! 

Posso dar abacate para o meu gato?

O consumo regular de frutas é recomendado por muitos médicos e nutricionistas. Entretanto, quando o assunto são pets, devemos ficar atentos. O abacate, por exemplo, é uma fruta que pode ser tóxica para os bichanos. 

Isso porque, além de muito gorduroso, ele possui uma substância chamada persina. Trata-se de um componente que pode causar vômitos, diarreias e outros desconfortos intestinais. Por isso, se você queria saber se gato pode comer abacate, fique alerta. Essa é uma fruta proibida para os bigodudos. 

Perigos do abacate

Como vimos acima, oferecer abacate para gatos pode ser uma má ideia por vários motivos. Essa fruta aparentemente inofensiva possui elementos perigosos para os peludos. Abaixo, destacamos os principais riscos:

persina: esta é uma substância presente em todo abacateiro, tanto na fruta  como nas sementes e folhas. É considerada tóxica e pode trazer complicações estomacais. Como dito anteriormente, ela é um dos principais motivos pelos quais você não pode dar abacate para gatos; 

 gorduras: essa fruta contém altos índices das chamadas “gorduras boas”, que fazem bem para o organismo. Porém, se for consumida em excesso pode causar obesidade, hipertensão e outros problemas de saúde; 

 valores nutricionais: os verdinhos contêm diversas vitaminas, o que leva muita gente a pensar que gato pode comer abacate sem grandes problemas. Entretanto, vale lembrar que os bichanos são pets carnívoros. Por isso, frutas não fazem parte de sua dieta natural. 

Os riscos acima deixam claro porque dar abacate para gato pode não ser a melhor forma de agradar o bichinho. Portanto, se quiser incluir petiscos diferentes na dieta do bichano, opte por aqueles recomendados por veterinários. Afinal, alimentação é um assunto sério, que merece toda a atenção dos tutores!

Como alimentar seu gato

Quem tem um bichano em casa sabe que eles são bem seletivos quando o assunto é alimentação. A Dra. Luiza da Silva, médica-veterinária da Petz, explica que há um motivo biológico para isso. “Os bichanos são exclusivamente carnívoros”, afirma. Assim, na maioria das vezes, os felinos não se interessam por frutas e legumes.

A boa notícia é que você não precisa se preocupar em oferecer frutas para gatos. A Dra. Luiza explica que há um produto que contém todas as vitaminas que os bichanos precisam: a ração. Por ser elaborada especialmente para os peludos, os ingredientes são todos seguros e saudáveis. 

“A ração supre todas as necessidades nutricionais dos pets”, comenta a veterinária. Além disso, é um produto de grande durabilidade e fácil armazenamento, o que facilita ainda mais a vida dos tutores! 

Petiscos seguros

Mesmo que os bichanos não sejam muito fãs de petiscos naturais, isso não significa que você não pode dar frutas para gatos em hipótese alguma. Há várias opções de alimentos seguros e saudáveis que podem ser oferecidos para seu peludo (caso ele aprecie seus sabores). 

A Dra. Luiza explica que, apesar dos felinos serem carnívoros, alguns vegetais são recomendados. “O pet aproveita a fibra contida nos vegetais”, explica. Abaixo, você confere uma lista de alimentos permitidos e como prepará-los:

banana sem casca e em pedaços pequenos;

batata cozida, sem casca e sem tempero;

cenoura crua ou cozida, sem casca e sem tempero;

maçã sem casca ou sementes, cortada em pedaços pequenos; 

mamão sem casca ou sementes. 

Vale ressaltar que, ainda assim, os petiscos mais recomendados são aqueles desenvolvidos especificamente para gatos, que podem ser encontrados em lojas especializadas, como a Petz. Assim como a ração, esse produto é elaborado por especialistas e, por isso, é seguro e nutritivo. 

Lembre-se, porém, que qualquer tipo de petisco deve ser utilizado apenas como recompensa e/ou agrado nos intervalos entre as refeições. Do contrário, o pet pode passar a rejeitar o alimento-base, ou seja, a ração. 

Pronto, agora você já sabe se gato pode comer abacate ou não. Se quiser descobrir ainda mais sobre a alimentação do seu bichano, continue explorando os conteúdos do blog da Petz. Temos muitas curiosidades e informações importantes a respeito dos bichinhos por aqui!

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários