×SegurançaGeralViver BemCasa e DecoraçãoComer e BeberModa e EstiloVeículosQuem somosEsporteSeu PetRegiãoViagensTecnologiaVídeosEmpresas e EntidadesBairrosCulturaVariedadesEleiçõesBrasil

Fazer exercícios mesmo em casa ajudam a aumentar imunidade

Veja como a atividade física ajuda a fortalecer o organismo na luta contra doenças, como a COVID-19.

22/03/2020 01:50

Dentre os inúmeros benefícios dos exercícios para a saúde, está o aumento da imunidade do organismo contra bactérias e vírus, que causam doenças como a COVID-19 (relacionada ao novo coronavírus) e outras infecções.

A prática de atividades físicas é essencial para manter a qualidade de vida. Isso porque ela promove adaptações nos sistemas respiratório, cardiovascular, endócrino, digestivo e músculo-esquelético.

Quando incorporadas como hábitos, essas adaptações melhoram as capacidades funcionais do organismo, fazendo com que o corpo tenha maior reserva energética, tolere mais desgaste físico diário e diminua o nível de estresse.

E tudo isso é um efeito de vários sistemas trabalhando juntos, que melhoram a resposta autoimune. É por essa razão que a imunidade aumenta ao fazer exercício físico. Mas ela precisa ser moderada e constante.

Além disso, manter um peso saudável é importante. Isso significa ter o IMC (Índice de Massa Corporal) e o percentual de gordura corporal controlados, para ter menor resistência insulínica e, consequentemente, mais imunidade.

Sem contar que esses hábitos estimulam o corpo a responder mais rápido quando em contato com vírus e bactérias. Também ajudam a evitar doenças cardiovasculares, câncer, doenças crônicas e até estresse, ansiedade e depressão. Por isso, devem ser incluídos na rotina sempre que possível.

Entretanto, "quem não tem este hábito, não deve iniciar com uma intensidade elevada, pois o efeito pode ser o contrário e diminuir a imunidade".Por isso, é importante o acompanhamento de um profissional aliado à uma alimentação saudável.

Exercícios para imunidade

Fora do período de epidemias, como a do novo coronavírus, opções como caminhada, natação, ciclismo e até mesmo a musculação. Mas em tempos de distanciamento social, treinar em casa é a opção mais segura para si e para os outros.

O recomendado agora é que realmente todo mundo siga os protocolos e os decretos do governo, por livre e espontânea vontade e consciência, e treine em casa. Há milhões de maneiras de praticar exercícios longe da academia, como vídeos nas redes sociais e aplicativos e muitos deles, gratuitos!


Além disso, treinar em casa não requer equipamento. É possível utilizar o peso do próprio corpo, assim como é feito no treino funcional. E os resultados são eficazes, às vezes até mais do que usando aparelhos de academia.

Basicamente, você vai fazer isso: agachamento por 20 segundos, descansar 10 segundos. Durante mais 20 segundos, fazer um exercício abdominal e depois descansar por mais 10 segundos. Em seguida, por mais 20 segundos, fazer outro exercício como o burpee.


Técnicas como essa economizam tempo, aumentam o GH (hormônio do crescimento), a testosterona, a resposta imune e o gasto calórico, e ainda reduzem a compulsão alimentar, dentre outros benefícios.

Obviamente, ter um plano de ação é o que vai fazer com que as pessoas realmente consigam melhorar a saúde, ganhar massa muscular, reduzir gordura e ter, ao mesmo tempo, o corpo que desejam.

Passe por estes dias de pandemia de maneira leve, cuide da forma que puder da sua Saúde! Mesmo em casa é bom fazer alguma atividade.



Fotos: DIVLGAÇÃO - Fonte: Divulgação