Segunda, 20 de Setembro de 2021
18°

Pancada de chuva

Bento Gonçalves - RS

Tecnologia Tecnologia

Nova técnica: cientistas criam canudo para paralisar soluços

Testes realizados com 249 participantes revelaram que 90% dos voluntários tiveram êxito na inibição momentânea do problema

22/06/2021 às 17h35
Por: Redação Fonte: R7 - João Melo, Do R7*
Compartilhe:
90% dos voluntários afirmaram que o canudo inibiu os soluços quando utilizado - (Foto: Divulgação/Universidade do Texas)
90% dos voluntários afirmaram que o canudo inibiu os soluços quando utilizado - (Foto: Divulgação/Universidade do Texas)

Tomar um susto e beber alguns goles de água sem respirar. Essas são algumas estratégias para acabar com o soluço que a população mais usa. Mas pesquisadores do Centro de Saúde da Universidade do Texas (UT Health), localizada na cidade de San Antonio, nos Estados Unidos, criaram uma solução diferente para esse problema: um canudo.

Os resultados dos testes realizados com o HiccAway foram divulgados na última sexta-feira (18) na revista médica Jama Network, que pertence à Associação Médica Americana.

Os soluços acontecem quando ocorre a contração súbita e involuntária do diafragma que é seguida pelo fechamento rápido da epiglote causado pelo pânico dos nervos vago e fênico no momento da inspiração. Essa situação gera o som característico que é provocado pela passagem forçada do ar durante a inspiração.

O canudo, que é cientificamente chamado de ferramenta de sucção e deglutição inspiratória forçada (FISST na sigla em inglês), possui um formato que faz com que a pessoa tenha de realizar uma grande força de sucção para beber o líquido. Nesse momento, a epiglote se fecha e força os dois nervos responsáveis por essa parte da garganta a voltarem ao normal, acabando momentaneamente com os soluços.

Os cientistas contaram com a participação de alguns voluntários que estavam com soluços, seja por conta de uma situação momentânea, ou devido a algumas doenças que podem ocasionar tal condição, como câncer.

Leia mais: Robô com pernas é a aposta de cientistas para explorar Marte

“Os soluços são ocasionalmente irritantes para algumas pessoas, mas para outras eles afetam significativamente a qualidade de vida. Isso inclui muitos pacientes com lesão cerebral e indivíduos com câncer, porque algumas quimioterapias causam soluços. Tivemos alguns pacientes com câncer neste estudo”, destacou Ali Seifi, professor da UT Health, segundo comunicado divulgado pela universidade.

Entre 249 participantes da pesquisa, 90,1% deles afirmaram que o HiccAway foi eficiente para inibir os soluços. Além disso, os resultados mostraram também que 92% das pessoas que fizeram os testes relataram que consideraram a ferramenta fácil de ser usada.

*Estagiário do R7 sob supervisão de Pablo Marques

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários